Breaking News

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Prefeita de Axixá desvia dinheiro de obra e ainda quer expulsar famílias carentes de moradias

Maria Sônia Oliveira Campos, prefeita de Axixá
Maria Sônia Oliveira Campos
 Interior - A prefeitura de Axixá foi contemplada pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida” em 2009, com 39 unidades habitacionais. Recebeu, via a Caixa Econômica Federal, R$ 493.099,79.
Passados quase dois anos, a obra ainda não foi concluída, conforme atestou a CEF no acompanhamento da obra.
A prefeita Maria Sônia Oliveira Campos, a Soninha que foi presa pela operação “Rapina” por meter a mão e os braços no alheio, decidiu agora inverter o objetivo do programa, além de desviar os recursos.
Como as casas, ainda inacabadas, estavam abandonadas, famílias carentes resolveram invadí-las. A prefeita quer expulsar o pessoal para colocar outros.
Os pobres miseráveis cadastrados pela prefeitura são os necessitados das benesses da prefeita, compostos de vereadores, comerciantes, parentes de Soninha e outros apaniguados.
A primeira investida partiu da carente secretária de Educação do município, Maria Paula Marques, que expulsou uma família do local.
O programa, conforme concepção do governo Lula, visa atender principalmente aos beneficiários do Bolsa Família.
Mas em Axixá, a prefeita adotou novo estilo. As casas irão beneficiar os agregados ao programa “Bolsa Rapina”.
LEST OFF

Nenhum comentário:

Designed By