Breaking News

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Justiça determina que Prefeitura de Timon demita 1.400 servidores contratados sem concurso público

Interior - O juiz da 4ª Vara de Timon, Simeão Pereira, determinou por solicitação da promotora de Justiça Selma Regina a demissão de 1.400 servidores da Prefeitura de Timon contratados sem concurso público na gestão anterior à da prefeita da cidade, professora Socorro Waquim.
 
A demissão deve ser imediata. O procurador geral do Município de Timon, Éder Claudino, afirmou que como a Legislação Eleitoral proíbe a contratação e demissão de servidores contratados, exceto dos ocupantes de cargos em comissão, três meses antes e três meses depois das eleições, as demissões serão feitas a partir do dia 3 de dezembro deste ano.
Segundo ele, a grande maioria dos servidores que foi contratada pela Prefeitura de Timon durante a gestão do ex-prefeito da cidade Chico Leitoa (PDT).

O procurador geral Éder Claudino afirmou que as pessoas demitidas por ordem da Justiça têm 10, 12 e até oito anos de trabalho na Prefeitura de Timon, principalmente na Secretaria Municipal de Administração.
Serão demitidos vigilantes. Zeladores, auxiliares de serviços, agentes de portaria que trabalhavam em escolas e órgãos públicos municipais.
 
Éder Claudino informou que Chico Leitoa chegou a assinar Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para demissão dos servidores que não tinham concurso público.

A Prefeitura de Timon formou comissão para a elaboração de editais de concursos públicos que serão realizados até janeiro de 2011 para contratação dos servidores que substituirão os afastados pela Justiça.
 
O impacto é grande em Timon porque grande parte da população de cidade tem empregos ou presta serviços para a Prefeitura Municipal.

(Com informações Efrém Ribeiro/Meio Norte)

Nenhum comentário:

Designed By