Breaking News

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Ex-prefeito de Imperatriz é condenado à 18 anos de prisão

Caso de Policia - O ex-vice-prefeito Salvador Almeida foi culpado pela morte de Renato Moreira, ocorrida em 1993.
Em júri popular realizado nesta quarta-feira (6), pela 5ª Vara Criminal de Imperatriz, Salvador Rodrigues de Almeida foi condenado a 18 anos e nove meses de reclusão por participação na morte do prefeito da cidade em 1993, Renato Cortez Moreira. Salvador ocupava o cargo de vice-prefeito.
A pena deve ser cumprida em regime fechado, na Penitenciária de Pedrinhas. O júri foi presidido pela titular da vara, juíza Samira Barros Heluy. Por não se encontrarem presentes as razões da custódia preventiva, a magistrada concedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade.
A juíza imputou ao réu, ainda, o pagamento das custas processuais, bem como ao pagamento de R$ 6 mil a título de honorários do defensor dativo nomeado para o julgamento, Farnézio Pereira dos Santos.

Comoção

Na sentença, Samira Heluy destaca, entre outras verificações, que “o motivo do crime se revelou reprovável, uma vez que, com a morte da vítima, intencionava o réu comandar o governo municipal para obter vantagem econômica para si e para terceiros”, além da “maior ousadia do réu e do desprezo do mesmo pela vida humana, ao planejar com terceiras pessoas o modo de execução”.
A magistrada ressalta as circunstâncias em que se deu a morte do prefeito, alvejado pelas costas por um pistoleiro contratado, “sem qualquer chance de defesa, em plena luz do dia e em local público”.
Nas palavras da juíza, o crime, que causou desequilíbrio na administração pública municipal, criou um “clima de comoção social e de instabilidade no setor público”, que resultou na intervenção na administração municipal de Imperatriz.

Nenhum comentário:

Designed By