Breaking News

terça-feira, 20 de abril de 2010

Acidente na Vale deixa duas pessoas mortas e cinco feridas

Caso de Policia - Dois funcionários da Vale morreram, no início da manhã de ontem, 19, em um acidente, no Terminal Portuário da Ponta da Madeira, em São Luís. Segundo informações da própria mineradora, a tragédia teria ocorrido, por volta das 7h30, quando parte da estrutura do sistema de correias transportadoras, que abastece o Píer III, cedeu de uma altura de cerca de 30 m, atingindo sete empregados.

Ronilson da Silva, 34 anos, e Hércules Nogueira de C. Silva, 35 anos, morreram no local. No livro de óbitos do Instituto Médico Legal (IML) da capital foi registrado que as vítimas sofreram soterramento de minério de ferro e outros materiais. Bastante abalado com a morte do irmão, o técnico em mecânica Hertz Silva, 40 anos, repassou à reportagem do Jornal Pequeno o que teria ocorrido no local do acidente.

“Hércules estava se preparando para iniciar o serviço. Os funcionários costumavam se reunir em um pequeno prédio, para receber as coordenadas do que fariam em mais um dia de trabalho. O que sabemos é que uma das calhas que segura as sobras de minério que transbordam de uma base principal não suportou o peso e cedeu, e o material caiu sobre o local onde eles estavam”, relatou o irmão da vítima.

Além de Ronilson, que era morador da Rua 17, qd. 34, casa 50, do Cohatrac V; e Hércules, que residia na Avenida Contorno Norte, qd. 38, casa 46, do Cohatrac II, outras quatro vítimas são funcionários da Vale, e somente um empregado de uma empresa prestadora de serviços da mineradora (terceirizada). Ainda de acordo com a própria assessoria da Vale, as vítimas foram encaminhadas para hospitais de São Luís, sendo que quatro delas já haviam recebido alta, ontem à tarde.

Ontem à noite, um empregado identificado como Thiago Araújo permanecia internado no Hospital São Domingos. Com a repercussão da tragédia, dois hospitais particulares foram citados como acolhedores das vítimas, sendo eles o Hospital Aliança (Centro) e o Hospital UDI (Jaracati). A equipe do JP foi até as referidas unidades médicas, porém, a primeira afirmou não ter convênio com a mineradora, e a segunda disse não estar autorizada a falar sobre o ocorrido.

Em nota de esclarecimento, a Vale lamentou profundamente o ocorrido, e afirmou que “equipes de brigadistas do Corpo de Bombeiros e engenheiros especializados da Vale realizam as contenções de segurança no local”, e que “todas as providências estão sendo tomadas para garantir a segurança no porto e apurar as causas do acidente”. Para finalizar, a Vale informou que “não poupará esforços para oferecer toda a assistência necessária às vítimas e a seus familiares”. (Por Saulo Maclean).

Nenhum comentário:

Designed By