Breaking News

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Governo do estado inicia recuperação da Estrada do Arroz

Maranhão - Os 60 km da estrada vicinal entre os municípios de Imperatriz e Cidelândia, na região tocantina, começaram a ser recuperados pelo Governo do Maranhão. Os trabalhos foram iniciados há uma semana e a expectativa é que estejam concluídos em quarenta e cinco dias.

"A determinação da governadora Roseana é que tudo fique pronto até o início de março e, assim, os moradores dos povoados localizados ao longo da estrada e usuários desta via sejam beneficiados com a medida", assinalou o secretário Adhemar Freitas, de Desenvolvimento do Sul do Maranhão, que está acompanhado a execução dos serviços.

O secretário do Sul do Maranhão explicou que a governadora foi muito atenciosa com a população da Estrada do Arroz, atendendo de imediato ao pedido para a recuperação da rodovia antes que o período de chuvas se intensificasse na região.

"A estrada estava em péssimas condições de uso e, nos últimos anos, nenhum tipo de manutenção foi feita. Com as chuvas, os problemas seriam agravados e a comunidade, penalizada. A governadora foi sensível e atendeu a essa nossa solicitação", disse Freitas.

Obras

Nesta fase inicial de recuperação da estrada vicinal, estão sendo feitos os trabalhos de raspagem, colocação de piçarra e terraplenagem. Duas máquinas patrol, dois tratores com pá carregadeira e cinco caçambas são utilizados na operação. Com as obras, o acesso fica facilitado para quem utiliza a rodovia.

"Há muito tempo esperávamos por isso (as obras) e agora, o governo do estado deu uma resposta positiva à população. Neste inverno, não teremos a insatisfação de ficarmos isolados devido às condições da pista. Os tratores estão trabalhando e só nos primeiros dias de serviço, já percebemos uma melhoria considerável”, destacou o vereador Chiquim da Diferro (PMN).

A Estrada do Arroz, como é conhecida, é o principal acesso entre as zonas rurais de Imperatriz e Cidelândia e fundamental para o escoamento da produção agrícola e pecuária da região. Cerca de sete mil pessoas residem às margens da estrada, distribuídas pelos povoados Olho d'Água dos Martins, Coquelândia, São Félix, Petrolina (zona rural de Imperatriz), São Domingos e Viração (zona rural de Cidelândia).

Nos últimos anos, a ausência de um trabalho de manutenção na estrada, principalmente nas pontes de madeira, transformava a viagem de 60 quilômetros entre Imperatriz e Cidelândia em uma verdadeira aventura. Esse trajeto não era feito em menos de duas horas e meia, devido à grande quantidade de buracos e aos desvios em função das pontes caídas.

Pontes

O governo do estado também determinou a reconstrução das pontes sobre os riachos "Viva Deus" e "Angical". A primeira desabou no último inverno e a segunda estava interditada desde março e só não caiu porque os próprios moradores da área interromperam a passagem dos veículos antes que algum acidente fosse registrado.

Os serviços de madeiramento já estão sendo executados e os pilares e cabeceiras serão reforçados. (o Progresso).

Nenhum comentário:

Designed By