Breaking News

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Caixa: fim da greve em 17 capitais do país

Sociedade - Os bancários da Caixa Econômica Federal de 17 capitais decidiram nesta quarta-feira (21), em assembleias, aceitar a proposta do banco e encerrar a greve da categoria, que já durava 28 dias, informou a confederação nacional da categoria.

Os bancários voltam ao trabalho nessas cidades e as agências devem reabrir já nesta quinta-feira (22).

Os bancários das capitais São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba e Florianópolis, além dos trabalhadores dos estados do Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rondônia e Roraima, aceitaram a proposta da Caixa e voltam ao trabalho.

Os trabalhadores das seguintes cidades e regiões também aceitaram a proposta e voltam ao trabalho: Angra dos Reis (RJ), Bagé (RS), Blumenau (SC), Campina Grande (PB), Campinas (SP), Campo Mourão (PR), Campos dos Goytacazes (RJ), Catanduva (SP), Cornélio Procópio (PR), Corumbá (MS), Dourados (MS), Extremo Sul (BA), Frederico Westphalen (RS), Guaratinguetá (SP), Ijuí (RS), Ipatinga (MG), Itabuna (BA), Jequié (BA), Joaçaba (SC), Juiz de Fora (MG), Litoral Norte (RS), Londrina (PR), Marilia (SP), Mogi das Cruzes (SP), Naviraí (MT), Niterói (RJ), Nova Friburgo (RJ), Novo Hamburgo (RS), Passo Fundo (RS), Petrópolis (RJ), São José do Rio Preto (SP), São José dos Campos (SP), Sorocaba (SP), Sul Fluminense (RJ), Três Lagoas (MS), Três Rios (RJ), Uberaba (MG), Vale do Paranhana (RS) e Vitória da Conquista (BA).

Os bancários do Rio Grande do Norte, Maranhão, Sergipe, Araranguá (SC) e Bauru (SP) rejeitaram a proposta da Caixa, mas decidiram seguir a decisão da maioria quanto à volta ao trabalho.

Já os trabalhadores das capitais Rio de Janeiro e Porto Alegre e das cidades e regiões Baixada Fluminense (RJ), Camaquã (RS), Chapecó (SC), Pelotas (RS), Santa Cruz (RS), Santa Maria (RS), além dos estados de Amapá, Amazonas, Goiás, Pará e Tocantins rejeitaram a proposta e seguem paralisados.

Até esta quarta, a greve ainda seguia em cidades dos 26 estados e do Distrito Federal, tendo sido encerrada anteriormente em cidades do interior do Sul e Sudeste do Brasil.

Proposta

A proposta apresentada pela Caixa prevê o pagamento de um abono salarial de R$ 700, a ser creditado até o dia 20 de janeiro de 2010, além da contratação de 5 mil empregados até dezembro do ano que vem. Já o reajuste é o mesmo estabelecido para a categoria no acordo da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), de 6%, ou 1,5% de aumento real (descontada a inflação).

A participação nos lucros e resultados (PLR) para os trabalhadores da Caixa vai variar entre R$ 4 mil e R$ 10 mil. Se for mais vantajoso para o trabalhador, porém, será aplicada a regra proposta pela Fenaban (federação dos bancos), aceita pelos bancários em geral, que prevê PLR de 90% do salário, além de valor fixo de R$ 1.024; mais distribuição de 2% do lucro líquido, divido igualmente entre os funcionários, com teto de R$ 2.100.

Já em relação aos dias de greve, a Caixa propõe o não-desconto dos dias parados, mas determina a ampliação do prazo de compensação das horas não trabalhadas até o dia 18 de dezembro, sendo que não é possível exceder duas horas diárias. Também não há a possibilidade de reposição nos finais de semana e feriados.

Nenhum comentário:

Designed By