Breaking News

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Imperatriz é a que mais tem homicídios de jovens

Imperatriz - A cidade de Imperatriz lidera o ranking de homicídios de adolescentes de 12 a 19 anos no Maranhão e é o oitavo município mais violento da região Nordeste, conforme estudo divulgado ontem pela SEDH/PR (Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República), pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a ONG Observatório das Favelas. A pesquisa foi realizada em 267 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes e tem como referência números relacionados à quantidade de homicídios ocorridos em 2006.

O estudo toma como base um cálculo que levou em conta assassinatos ocorridas em grupo de mil jovens e, a partir desse cálculo, foi estabelecido o IHA (Índice de Homicídios na Adolescência). Conforme a pesquisa do governo federal e da Unicef, Imperatriz tem IHA de 3,70 – índice 1,8 vezes superior que a média nacional de homicídios de adolescentes em todo o país.

Entre as cidades nordestinas, Olinda (PE) é a mais violenta com IHA de 6,54 e Jaboatão dos Guararapes (PE), a segunda com maior número de morte de adolescentes, com IHA de 6,04. Um detalhe: entre as dez cidades com maior índice de morte de jovens de 12 a 19 anos, sete estão no estado de Pernambuco, uma está no Maranhão (Imperatriz), uma em Alagoas e outra na Paraíba.

No Maranhão, além de Imperatriz, foram incluídas no estudo mais sete cidades: Açailândia, Caxias, Codó, Paço do Lumiar, São Luís, São José de Ribamar e Timon. E, no Maranhão, a cidade com o maior número de homicídios de adolescentes, pelo estudo, é Açailândia. Timon é a terceira mais violenta e São Luís, apenas a quarta. Açailândia teve IHA de 2,31 (acima da média nacional); Timom, IHA de 1,68 e São Luís, IHA de 1,45. Entre as capitais brasileiras, São Luís é a quinta capital menos violenta no que tange aos crimes contra crianças e adolescentes.

O estudo também fez uma projeção do número de adolescentes que devem ser assassinados no Maranhão, até 2012. Nas oito cidades do Maranhão pesquisadas, 544 adolescentes de 12 a 19 anos poderão ser assassinados no total deste período de sete anos. Em São Luís, em sete anos, os pesquisadores acreditam que 251 adolescentes serão vítimas de homicídio; em Imperatriz, a projeção é que 150 adolescentes sejam assassinados em um período de sete anos.

Veja os números

Imperatriz: IHA= 3,70 / N° esperado de mortes= 150

Açailândia: IHA= 2,31 / N° esperado de mortes= 44

Timon: IHA= 1,68 / N° esperado de mortes= 43

São Luís: IHA= 1,45 / N° esperado de mortes= 251

São José de Ribamar: IHA= 0,88 / N° esperado de mortes= 21

Caxias: IHA= 0,83 / N° esperado de mortes= 21

Paço do Lumiar: IHA= 0,76 / N° esperado de mortes= 14

Imirante.

Nenhum comentário:

Designed By